caminho Daivson

Estou a Caminho

10:50:00Saulo Brunello



Certo dia me encontrei em um lugar que jamais estive, porém de alguma forma, não me era estranho nada ali. Era um fim de tarde, provavelmente primavera, não me lembro de muita coisa, a não ser aquela grande árvore em meio a uma enorme pastagem verde, como a do salmista, e na sua frente um enorme lago de águas cristalinas e tranquilas. A como eu amei aquele lugar.

Quando vi o lago, a árvore e todo o verde que o cercava, percebi que ali era um bom lugar para se estar, um bom lugar que a tempos procurava e agora eu estava lá sem saber ao menos como cheguei. Então caminhei pra debaixo da árvore e vi que alguém se aproximava, eu logo soube quem era, logo percebi que se tratava do Criador de todo aquele belo lugar, e Ele vinha até mim com um sorriso no rosto porém eu me encontrava anestesiado pela situação.

Ele se sentou ao meu lado e com um sorriso me saldou, e ficamos ali durante horas, porém a noite não caia. Aquele lugar era tão simples, não me lembro de ter visto uma bela casa, não havia bolsos em minhas calças para que eu carregasse um celular, não havia nada ali que me distraísse. Não se ouvia som de carros ou caminhões passando na rua, pois também não havia ruas ali, os únicos sons que havia ali era de pássaros, o som da brisa que batia nas folhas da arvores e da água do lago, tudo aquilo formava uma linda sinfonia.

Ali senti que era o meu lugar, e apesar de todo aquilo que me rodeava, era tudo um pano de fundo, pois a verdadeira beleza se encontrava nEle. Apesar de ter a impressão de ter passado horas ali, não lembro dos assuntos que conversamos, só me lembro de saber que Ele, o Rei no Universo, estava debaixo de uma árvore comigo, e nem sei porque Ele estava ali. Eu sabia que que aquilo tudo havia sido preparado para aquele momento e hora, sabia que a razão daquilo era Ele, e que Ele havia me levado até lá, e lá estávamos nós, e ali nada me faltava, e não havia uma má lembrança de outros tempos, aliás nem parecia ter ocorrido algum outro tempo além daquele.

Porém no instante seguinte aquele lugar não existia mais, era tudo concreto e barulho ao meu redor, era de novo stress e correria, era de novo trabalho e fadiga, todo de belo do lugar estava apenas na memória, toda conexão com aquele lugar, que insisto em chamar de lar, haveria se perdido se não fosse pela graça dAquele que lá me levou e que agora aqui me deixou a paz que lá encontrei, e uma voz para seguir, a sua própria voz que dia após dia me coloca no caminho para voltar ao lar.

Aqui tenho esposa, família, casa, amigos, bens pessoais e outras demais coisas maravilhosas que um exilado como eu jamais sonharia em poder ter. Mas nenhuma dessas coisas que tenho aqui me fara criar raízes nessa terra, pois sei que não sou daqui pois sinto todos os dias saudades de lá, daquela terra. Nem sei se realmente estive lá um dia, porém que um dia me encontrarei ali é a certeza da esperança em que minha alma está firme. Continuo agora seguindo a voz dAquele que me chamou a voltar para o lar, eu tenho outra pátria e é para reencontrar aquele que no princípio me chamou que caminho para lá.

Daivson Barbosa

You Might Also Like

0 comentários

Mensagens Mais Lidas

Pensamentos e Reflexões Cristãs

Formulário de contato