featured Política

Jesus e a Política

21:28:00Marco Cicco



Bancada evangélica, articulações políticas, defesa da família, comissões de diretos humanos, aborto, casamentos homoafetivos, Estado laico. Expressões amplamente popularizadas nas últimas décadas devido à entrada de pessoas ligadas diretamente as igrejas, seja a católica ou a evangélica.

O refrão "o estado é laico" tem sido usado habitualmente para se justificar a exclusão de qualquer ideia, noção, símbolo, valor ou prática associada ao cristianismo na discussão, elaboração e implementação de políticas que tratam até mesmo de questões como criação de filhos, escolhas sexuais, atendimento psicológico, eutanásia, aborto e educação, para citar alguns.

Ocorrido isso, começaram a surgir dúvidas e questionamentos sobre a participação dos cristãos na vida social, civil e política, dado a laicidade do Estado. O que de fato pode um cristão participar ou fazer, em que ambientes ele pode entrar e ser influenciador?

Dize-nos, pois: Qual é a tua opinião? É certo pagar imposto a César ou não? " Mas Jesus, percebendo a má intenção deles, perguntou: "Hipócritas! Por que vocês estão me pondo à prova? 
Mostrem-me a moeda usada para pagar o imposto". Eles lhe mostraram um denário, e ele lhes perguntou: "De quem é esta imagem e esta inscrição? " "De César", responderam eles. E ele lhes disse: "Então, dêem a César o que é de César e a Deus o que é de Deus". Mt 22:17-21

Nesta passagem acima, Jesus é desafiado levianamente pelos fariseus acerca da questão do tributo que se deveria pagar a César (ou a Roma), no intuito de constrangerem Jesus e usar sua imagem como escândalo. Jesus, no entanto, ressalta a importância da obediência as autoridades constituídas na Terra ao mesmo tempo em que aponta também para a submissão a autoridade eterna de Deus.

Logo, podemos definir uma abrangência e área de atuação dos discípulos de Jesus em todas as áreas sociais, incluindo-se aí a política. A grande questão de Jesus não é onde nós estamos, mas como modificamos o ambiente em que estamos segundo a Luz do Evangelho.

"Mas eu digo a vocês que estão me ouvindo: Amem os seus inimigos, façam o bem aos que os odeiam, abençoem os que os amaldiçoam, orem por aqueles que os maltratam. Se alguém lhe bater numa face, ofereça-lhe também a outra. Se alguém lhe tirar a capa, não o impeça de tirar-lhe a túnica. Dê a todo o que lhe pedir, e se alguém tirar o que pertence a você, não lhe exija que o devolva. Como vocês querem que os outros lhes façam, façam também vocês a eles. Lc 6:27-31

Em todo o capítulo 6 do evangelho de Lucas, Jesus ensina acerca de quão bem aventurados devem ser seus discípulos, independente de onde estão, do dia e da pessoa com a qual estão lidando. Discípulos de Jesus são chamados por seu Mestre a irem por toda a Terra, agindo com graça e misericórdia, dando bons frutos e glorificando a Deus com suas vidas e suas obras.

Sendo assim, não podemos dizer que a política procede do maligno se como cidadãos não nos envolvemos nas questões pertinentes a nossa sociedade, deixando todas as decisões importantes para serem tomadas por pessoas que não tem Jesus como modelo de humanidade e convivência.

Que o conceito de Estado Laico não seja impedimento para que discípulos e discípulas de Cristo façam a diferença em todos os níveis da sociedade aonde vivem, transformando suas realidades através do único nome que tem poder para isso: JESUS. 

Att,

Rafael Câmara Alves.

You Might Also Like

0 comentários

Mensagens Mais Lidas

Pensamentos e Reflexões Cristãs

Formulário de contato